Morador de Sobradinho, no DF, cria tijolo ecológico para a própria casa


Bancário já produziu 3 mil peças e precisa de mais 4 mil para casa nova. Tijolo não vai ao forno, economiza argamassa e é dez vezes mais barato.

O bancário Carlos Cimino criou uma receita de "tijolo ecológico" para construir a própria casa em Sobradinho, no Distrito Federal. Segundo ele, a composição e o formato diferentes do tijolo convencional garantem economia de até 90% no custo unitário da peça e reduzem o gasto com argamassa.

O bancário já fez 3 mil dos 7 mil tijolos que deve utilizar na nova moradia."Seria muito fácil eu pagar para fazer. Mas o fato de poder chegar um dia e falar para os filhos, para os netos que isso aqui fui eu que fiz, não tem preço", diz Cimino. Segundo ele, cada lote de 1 mil tijolos custa cerca de R$ 300, dez vezes menos que o modelo comercial. "O que o mundo está precisando hoje é de economia mesmo, de mudar o sistema para a gente tentar melhorar a qualidade de vida da gente."

O projeto recebeu certificação social no Prêmio de Tecnologias Sociais, promovido pela Fundação Banco do Brasil. As inscrições para a oitava edição estão abertas até 31 de maio, no site da fundação.

Especialista em tecnologias sociais e assessor sênior da Fundação Banco do Brasil, Rogério Miziara elogia a iniciativa. "Não é só o produto, o tijolo ecológico em si. É todo o envolvimento comunitário no seu processo, até o financiamento da própria construção. O objetivo [do prêmio] é dar escala a essas tecnologias sociais, essas soluções."

Inovação

Para formar os tijolos, Cimino usa terra que foi retirada para as obras do setor Noroeste. O material é peneirado para retirar as impurezas. Em seguida, recebe uma pequena quantidade de cimento convencional, vendido em lojas de material para construção.

"No ponto ideal, ela não pode estar muito seca, nem muito molhada. O ideal é que seja formado assim na mão, e que eu solte no chão e ele dissolva", afirma o bancário (veja vídeo acima).

Após a prensagem do material, o tijolo está pronto. A peça não vai ao forno como os tijolos industriais, reduzindo a emissão de poluentes. O formato, com furos posicionados estrategicamente, diminui a necessidade de argamassa e facilita a instalação de canos de água e tubulação elétrica.

Esse texto foi originalmente publicado no site http://g1.globo.com

Postagens recentes
Arquivos
Sobre nós
O Grupo Imobiliário Laurentiz  foi fundado em 2012 com o intuito de oferecer serviços em incorporação, comercialização e construção de imóveis  no ramo imobiliário. Pautando sempre seu trabalho na honestidade, gerou a confiança hoje depositada por seus inúmeros clientes, o que o coloca como uma das melhores do ramo em Guariba e região.

Menu

Fale conosco

16. 3231-9052​   16. 3231-5598   16. 3231-3786

     (16) 99643-6933

contato@laurentizimoveis.com.br

Rua Rui Barbosa,891  Guariba Sp / Cep 14.840-000

© Grupo Imobiliário Laurentiz | Todos os direitos reservados

Empresa
responsável
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
Fale conosco